sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Amar é saber que antes de gêneros, etnias, raças, credos, ou times de futebol, somos HUMANOS!


Aos homofóbicos de plantão    
(Tiago Silva)

     Saibam que esse ódio sem sentido e sem fundamento algum jamais conseguirá destruir o amor e o carinho entre duas pessoas. Aliás, vocês, homofóbicos, sabem realmente o que é amor? Não! Não sabem!
    Amar é ficar feliz ao ver um sorriso sincero de seu semelhante. Amar é não julgar o corpo, e sim a alma. Amar é ser você mesmo e aceitar que todos também sejam o que quiserem, como quiserem e quando quiserem. Amar é acordar todos os dias sem sentir ódio ou receio de ninguém. Amar é saber que antes de gêneros, etnias, raças, credos, ou times de futebol, somos HUMANOS!
       Sentir raiva de um ser humano é odiar toda a humanidade. Vivemos em um mundo onde tudo é classificado em centenas de subníveis, rotulado e enlatado. Não que seja errado se reunir e relacionar com pessoas que tenham um pensamento semelhante ao seu. Pelo contrário, isso é muito válido e produtivo. O grande problema é que sempre achamos que nosso grupinho é superior ao grupinho vizinho.
     A união homoafetiva é um direito a qualquer ser humano. Ninguém, repito, ninguém tem poder de negar isso. Nem pastor, nem bispo, nem ‘bombadinho’ de academia, nem neonazista de araque. O Estado tem a obrigação de dar todos os amparos legais a qualquer cidadão, pois, além de humanos, somos pagadores de impostos.Obrigado!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário