quarta-feira, 15 de agosto de 2012

"E se... Se eu pudesse te dar o arco-íris?"


Às vezes eu escrevo o seu nome com lápis da cor do arco-íris nas paredes. Ás vezes meu quarto cheira você e, às vezes, eu não posso suportar este silêncio. Você me deixou triste. É um silêncio frio, do tipo que entra em minhas veias e me deixa vazio.[Fato: Eu  sinto sua falta!].
Sonhos como este são feitos para me fazer perder a cabeça. A vibração e os detalhes são tão realistas,mas o que acontece, não é porque você ainda está aqui, e seus braços estão em volta de mim, (Eu os sinto tão real,oh meu Deus, eles são tão reais) mas eu sei que é por que te amo! [Fato: Eu desejo te esquecer, mas não consigo!].
Às vezes eu me pergunto se há um botão secreto que você pressiona para alcançar a felicidade. Ás vezes eu me pergunto quem é meu. E eu me penso se você me deixou para ir encontrar o seu. [Fato: Eu nunca poderia te fazer feliz!]
Eu nunca aprendi a fazer um monte de coisas. Eu não sei amarrar meus sapatos. Eu não sei nadar. Eu nunca aprendi a costurar. Talvez se eu aprender a te deixar ir? Isso não importa! Se te deixar ir, eu tropeçarei em meus sapatos, e me afogarei na minha solidão e não poderei costurar os pedaços de meu coração. [Fato: Eu preciso de alguém para me ensinar essas coisas!].
Você costumava dizer eu te amo, e, por vezes eu quase acreditei em você. Ás vezes,
eu pensei que você  me queria. Eu podia ver que você falava da boca pra fora. [Fato: Você nunca foi um bom mentiroso, e eu sempre acreditava em você!].

Um comentário: