terça-feira, 7 de agosto de 2012

Eu já tinha deixado de acreditar no amor.



Ludde ficou na ponta dos pés, (sim, eu sou consideravelmente mais alto que ele!)  me pediu em namoro...Eu fiquei ali parado, em meio ao olhar molhado, aguardando o momento esperado,tremi.Ao responder, talvez estivesse condenado, preso aos laços, amarrado,e a todas as juras subjulgado. Fugi.Não estava preparado para juras eternas, amor absoluto. Talvez nunca tenha estado, pois as visões maternas, viam em mim um romântico fajuto. Eu já tinha deixado de acreditar no amor. Mas em um descuido meu olhei para sua face, foi num relance, seu sorriso,seus olhos,seu tudo, me fizeram voltar a crer. Eu aceito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário