quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Sofra e destrua-se, mas com a certeza de que sua reconstrução será a melhor possível!

Como prometido, ao chegar aos dez mil acessos (mesmo que todos fossem meus!) eu iria 'revelar' a identidade do meu personagem alter-ego criado aqui nestas páginas deste blog. Vou resumir um pouquinho sobre o surgimento do Mark, o gato preto. Mark apareceu em minha vida na época em que eu tinha mil dúvidas, mil perguntas e não tinha coragem de falar com ninguém. Estava numa crise existêncial, sem nenhum rumo. Então, preso em meus pensamentos, me afastei de tudo e de todos e comecei a escrever. Meu objetivo era descrever o que  estava sentindo e ver se alguém poderia me ajudar. Nesta caminhada, encontrei minhas maiores fontes de inspiração: Foxx, uma mente brilhante, mas com muitas falhas na pratica; Bratz, a melhor filosofia moderna aprendi com ele; Cyuwah, que me ajudou na construção de meu verdadeiro eu! Além deles, muitos outros como Celso, que me mostrou o sentido de deixar a nossa marca em vida; Lucas, me mostrou que a fantasia ainda é possível ser vivenciada dentro de nossas mentes; Teddy, sempre acreditou que mesmo estando longe podemos estar perto de quem amamos, e por mais grande que seja sua culpa podemos perdoar. Bem, foram tantas outras que jamais acabaria esta postagem se fosse citar todas. Não posso esquecer de um em especial, cujo nome irei chamar de Albert, foi o meu maior motivador. Ele me fez querer lutar pelo que sou. Pelo meu verdadeiro eu. Não sei como  me inspirou isso, pois percebi que ele jamais lutou para defender o que ele realmente era. Suas últimas palavras foram: 'Eu não vou mudar, na minha condição é impossível'! Diante tudo isso, eu passei por várias etapas para construção de minha nova personalidade. A primeira delas foi a auto-aceitação de minha sexualidade. Sempre acreditei que o maior preconceito é o que esta dentro de nós mesmos. Também entrei no mundo das drogas

alucinógenas, queria saber a sensação que aquilo tudo causava em minha mente. Foi a pior coisa que fiz, mas a melhor também. Mesmo sabendo que eu era um viciado e tendo que me levar, muitas vezes, inconsciente para o hospital ninguém me abandonou. Minha família, meus amigos e até meus colegas de trabalho se mantiveram do meu lado. Aqui, percebi que era um homem sortudo. Mas ainda me faltava algo. Eu reclamava, criticava, chorava, lamentava, lastimava, mas nada fazia. Mesmo me achando um cara inteligente, sociável e bonito, eu realmente nada fazia para mudar minha vida! Nesta ocasião aprendi com meu irmão que um homem de verdade vai a luta e faz acontecer: 'Nada de ficar reclamando e achando que todo mundo esta contra você. Já chega! Somos adultos e temos que saber o que queremos da vida'. (Poxa! Com estas palavras meu irmão desbancou um dos meus inspiradores!). Depois te tantos altos e baixos, tropeços e levantadas eu aprendi, eu realmente aprendi. Gritei, ouvi vozes, fiquei dias sem poder dormir, chorei por semanas, mas eu aprendi. E comecei a mudar minha vida. Não só em textos e palavras, mas em toda e qualquer ação que  fazia. E tudo começou a transformar. O impressionante é que, se você esta obstinado em fazer acontecer alguma coisa e tem certeza do que quer, isso realmente acontece. E a transformação interna foi aos poucos. Foi o ponto mais critico, tive que, dia após dia enfrentar o mundo exterior, mas não perdi o meu foco. Reuni a familia, e lembrei do dia que fui contar que era usuário de drogas: 'Gente, tenho uma coisa a contar...'. 

Minha irmã levanta rapidamente da cadeira e  me abraça: 'Meu irmão, se você for gay, te darei maior apoio'. Então o dia esperado chegou. E não pode ser diferente, todos me abraçaram na sala e me deram boas-vindas! E eu fui feliz. Sou feliz desde este dia. Minha vida mudou radicalmente.

Hoje sou realmente feliz e dono da minha própria história. Pra resumir, sou até noivo! Pra você que leu até aqui, tenho só uma dica: 'Sofra e destrua-se, mas com a certeza de que sua reconstrução será a melhor possível. Erga a cabeça e lute pelo que você tem direito. Chega de ser vitima, o mundo já esta cheio deles, não queira ser apenas mais um!'Chega... Vamos voltar ao Mark. Nesse meio tempo, Mark viajou pelo mundo. Conheceu muitas pessoas, muitas histórias e estórias e todas valeram a pena. Algumas já contadas no blog, outras ainda a serem contadas e ainda existem aquelas que jamais serão escritas ou descritas. Vou continuar escrevendo minhas histórias sim, mas espero que não perca o encanto pela minha identidade ter sido revelada. Agradeço aos amigos que fiz pelo blog e saibam que é graças a vocês que estou aqui escrevendo e revelando-me por completo. Obrigado.

2 comentários:

  1. Alea iacta est!!!!
    Você teve que passar por muita coisa pra encontrar sua identidade verdadeira e a pessoa que pode te fazer muito feliz... e, acredito eu, que as pessoas que te conhecem devem estar torcendo pra que isso dura por muito tempo... "Que seja eterno enquanto dure esse amor..."
    Você merece, pelo que és e pelo que fazes aos outros, a felicidade... e amar e ser amado é a suprema felicidade...
    Felicitá!

    ResponderExcluir
  2. admiravelmente maravilhoso... isso é lindo demais... te amo por tudo isso e muito mais

    ResponderExcluir