sexta-feira, 12 de julho de 2013

"Imagens Históricas Raras e um Gato Preto"

Meus queridos gatomaníacos, fiquei muitos dias sem escrever. Andei muito ocupado com minha mudança, a decoração de meu novo apartamento (na verdade é um estúdio) e tudo mais. Mesmo assim,  deu tempo de varrer a internet e fazer a seleção de algumas imagens raras que marcaram e/ou fizeram a história no mundo.
Divirtam-se:
A escritura da Lei Áurea, que aboliu a escravidão dos negros aqui no Brasil. 

Foto dos brasileiros na guerra histórica, Brasil x Paraguai.
Boletim escolar do maior gênio que pisou na face da Terra: Albert Einstein. 
Foto de Che Guevara, logo depois de ser morto.
Cena triste do preconceito americano contra negros. 
Uma lenda nos EUA: o chefe indígena, Toro Sentado. 
Foto ganhadora do Prêmio Pulitzer,  mostra o assassinato  do  líder comunista japonês, em 1960, por um jovem nacionalista de 17 anos, com uma katana.
O holocausto nazista contra os judeus, na Segunda Guerra Mundial.
Em 14 de novembro de 1960, Ruby Bridges, uma menina de seis anos de idade, foi  levada à escola, em Nova Orleans, EUA, por uma escolta de policiais federais. A menininha  foi  pesadamente insultada  e ameaçada  de  morte por uma multidão enfurecida.  Ela assistiu às  aulas  sozinha (as  demais  crianças foram mantidas em casa pelos pais). E na volta para casa foi apedrejada. Seu crime: Ruby Bridges era 
negra.
Em 29  de junho de 1966,  Dieter  Dengler e  outros  seis prisioneiros  resolveram escapar de uma prisão, durante a guerra do Vietnã, levando um par de armas dos soldados que os vigiavam. Depois de disparar sobre três guardas, Dengler escapou para uma densa floresta. Passou 23 dias na selva, sob um calor tórrido, a ameaça de  insetos, parasitas e com uma fome  terrível,  antes de ser resgatado,  por um avião  americano. Apenas um dos outros prisioneiros sobreviveu à fuga. Os outros ou foram mortos ou desapareceram na selva. Dengler, tornou-se mais tarde um piloto de testes de sucesso e até hoje tem o mérito e o crédito de ser o único soldado americano, a ter resgatado um outro e a ter regressado da selva de Laos, com vida. 
Resgate dos 16 sobreviventes da queda de um avião, da Força Aérea do Uruguai, em 1972, numa remota região dos Andes. Estavam a bordo 45 pessoas que viajavam de Montevidéu para Santiago, no Chile. Dezesseis pessoas morreram na hora e, dos 29 sobreviventes, 13 foram morrendo ao longo dos 72 dias em que ficaram isolados na montanha. Para sobreviver, os que estavam vivos, se alimentavam da carne dos que
haviam morrido no acidente.

Essa foto ganhou prêmios em vários locais do mundo. Um abutre esperando uma criança africana morrer de fome. 
Foto da captura de Saddam Hussein.
Os corpos de 909 adeptos da seita americana "Templo do Povo", que promoveram um suicídio coletivo, em Jonestown, a 240 km da capital - Georgetown, Guiana Inglesa, liderados pelo reverendo James Warren - "Jim" Jones. A seita pregava o desapego pelos bens  materiais e entrega ao  culto da  personalidade do  seu fundador, que se dizia Deus.
Olhe bem para este nerd. Sony, Microsoft, gravadoras de música e todo o pessoal do cinema, o odeiam com todas as suas forças. Jon Lech Johansen, foi o sujeito que quebrou o  código do DVD, dando início  à  pirataria.  Ele  tinha apenas 15 anos, quando o fez,  e, por  ser menor, seus pais foram processados  e absolvidos, pela justificativa de  que  um DVD  é algo  mais  frágil que um  livro, por isso, era
necessário haver uma cópia de segurança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário