terça-feira, 23 de julho de 2013

"Províncias do amor!"


"Mark!"
"O quê?"
"Preciso de sua ajuda!"
"Com o que, Edu? Estou ocupado."
"AMOR".
"Você já sabe como fazer amor, cara."
"Não fazer amor, só AMOR!"
"Por que você está me perguntando isso só agora?"
"Você é o primeiro de meus amigos que assumiu  amar outro cara!"
"FOI?! Como você tem tanta certeza sobre isso? Você não tem nenhuma evidência sobre o assunto!"
"Pare de fazer isso com você mesmo, admita. Todo mundo já sabe! Acho que eu gosto de um cara!"
"Então, qual é o problema?"
"É o Canadá!"
"Quem?"
"Ah, esquece! Péssima ideia me abrir com você"
"Nein, agora que começou diga-me, qual é o problema?"
"Bem, ele tem províncias!"
"Províncias?"
"Sim! Você vê o problemão em que me meti?!"
"Nein?!!".
"Províncias são como ter filhos!"
"Ahhh... Agora sim entendi! Você é gay e não pode ser um homem de família, ter esposa, filhos...?."
"Nein, nada disso Mark..."
"Agora que eu não estou entendendo mais nada Edu!"
"Bem que poderia ter sido bom se ele tivesse dois ou três, mas ele tem treze!"
"Treze filhos?! Você está exagerando."
"Exagerar! Será que a Itália tem treze filhos?"
"Pode parar Edu. Eu amo a Itália!"
"Você também?"
"Hein?!".
"Nein! Esquece. E mesmo que eu ame, não tem nada a ver com o assunto em mãos!"
"Tudo bem. Eu só não sei o que fazer.Estou muito confuso agora... Se você tem um problema com ele, por que você acha que você pode amar?! ..."
"O Canadá?".
"Quem? Oh, sim. Canadá. Porque você acha que você pode amar este Canadense?"
"Bem, eu acho que ... Ele é muito bom e ele é quente, também! Não de uma forma literal, mas você sabe. Nunca pensei antes, mas ele tem muitas coisas para falar e tem um amplo ponto de vista sobre o mundo que... Que eu nunca considerei. "
"Não soa como algo que você gosta, tirando o fato de que ele é 'quente'."
"Eu sei, mas por alguma razão ele parece me entender."
"Sério? Essa é uma habilidade. Eu não posso sequer entender você, e eu sou só seu maninho, cara. Esta pessoa, o tal de Canadá, deve ser muito especial."
"Sim, ele é."
"Parece que você o ama, então?"
"Eu acho que sim... Eu..."
"Então, tudo bem,  não tem problemas em estar amando alguém."
"É ... Eu sei que você esta certo Mark. Você esta certo cara, mas..."
"Mas o que? Chega desta conversa confusa. Posso ir agora?"
"Por quê? Onde?"
"Eu tenho que levar a Itália para jantar e pedir em casamento."

Nenhum comentário:

Postar um comentário