domingo, 25 de março de 2012

Fica registrada aqui minha frustração, afinal ninguém entende as minhas piadas [Promiscuidade]...

Domingo, final de tarde, sensação anedônica e nostálgica. [Todo final de domingo causa esta tristeza, porque será?]...
Depois de uma conversa por telefone que durou 01:42 minutos, com Ludde (meu 'encantado'), resolvi entrar no messenger para dar uma conferida nos meus emails. Adivinha quem estava online? Sim pessoas, Ludde!!!
[Eu acho que todo mundo já teve pelo menos uma vez a ideia de chamar atenção de uma pessoa que você conhece a mil anos e fingir que não conhece. Idiota isso!].
Ludde: Oi. [trágico escrever 'oi' no messenger!]
Mark: É quem? Não falo com estranhos! [Bem, perguntar 'quem é' pra um sujeito estranho do outro lado da rede é uma idiotice, primeiro porque mesmo que ele faça uma apresentação formal você ainda continuará sem saber quem é ele, segundo, simplesmente ele pode mentir!].
via MensRoom
Ludde: Bem, vamos á apresentação: homem, -- anos, olhos e cabelos castanhos, 1,68m e 62kg. Sou peludo, tenho barba e uso óculos. [Por favor, não neguem. Sem hipocresia. Tenho certeza que todo mundo já leu uma apresentação destas, e também já se apresentou assim!].  Atuo como militante em direitos humanos. Moro em Crisalis Florida [cidade ficticia] e estou apaixonado por uma pessoa muito especial, que surpreende a cada dia com atitudes maravilhosas, que me faz muito feliz, não deixando mais nenhum espaço para outra pessoa!!! [Olha, foi uma ótima finalização de apresentação pessoal...Porém, achei muito promiscuo as palavras iniciais!].
Mark [Decepcionado]: Atendo apenas nos finais de semana depois das 18hrs, pois durante a semana faço faculdade á noite, e tenho um trabalho 'normal' logo pela manhã... Os valores dos serviços são: 80R$ apenas oral, e 150 R$ completo. Apenas marco o programa se tiver carro ou dinheiro para pagar um táxi. Não aceito cheque, nem cartão. Pagamento só no dinheiro, pode ser dólar ou euro!!! Exijo uma casa confortável e limpa ou grana para  pagar um motel decente.
[Calma pessoal, eu não sou garoto de programa, na verdade sou vendedor! Porém, escrevi isso só para continuarmos com a brincadeira sexual que eu e Ludde fantasiávamos no messenger].
Ludde: Qual seu dote? [Cara, esta pergunta me fere a alma. Tudo bem, depois de alguns dias que você esteja a fim da pessoa pode-se perguntar isso, mas me irrita um estranho me perguntar logo de cara!].
Mark: Tenho muitos dotes... Desenho muito bem, gosto de escrever [e dizem que até dá pra entender!].
Danço break, edito musicas eletrônicas, faço grafitagem e sei fazer um risoto caseiro espetacular! 
[Leitores, nunca esqueçam-se: façam sua apresentação social formal, é mais inteligente! Depois vai ao que interessa].
Ludde: Rapaz, o que eu quero saber é qual o tamanho de seu pênis, afinal estou comprando um serviço e preciso saber da oferta...[Se fosse real, este cara já estava bloqueado e excluído da minha vida!].
Mark: [...]
Ludde: Pode mostrar? Tem foto do material? Garante o tempo proposto? E se eu não gostar do material? Se não dar conta havera ressarcimento?
[Neste momento tentei entender o que se passa na mente e no coração de um garoto de programa quando seus clientes lhes perguntam isso antes de aceitar o programa! ME SENTI COMO UM PEDAÇO DE CARNE NUM AÇOUGUE].
Mark: Eu garanto o material. E se não for o que você quiser, depois que começarmos vai ter que 'engolir' mesmo assim! [Aqui me bateu uma dúvida e uma certeza: O que leva a maioria dos garotos de programa á prostituição? E a certeza:  NINGUÉM FAZ SEXO SOMENTE PELO DINHEIRO.#fato!].
Neste momento Ludde e eu resolvemos parar com a brincadeira, pois tínhamos fantasiado uma situação desconfortavelmente grave.
Ludde: Mark, olha deve ser a pior sensação do mundo ser negociado, néh? O corpo parece um pedaço de carne no açougue!!! [Eu fiquei muito triste pensando em tantas pessoas que vendem o corpo].
Mark: EU COMECEI ATÉ ACHAR NOJENTO!!! Já pensou se fosse verdade?
Ludde: Mas mudando de assunto... Você conseguiu entender o que acontece ao criarmos um campo gravitacional em torno de...blah,blah,blah [E Ludde seguiu conversando sobre suas teorias e eu continuei a pensar sobre isso, e escrever ao mesmo tempo!].
[...] Algumas horas depois.
Ludde: Deixa fazer um comentario sobre um fato...
Mark: Fala 'bobiscuo'...[Bobiscuo: palavra gay que eu inventei para descreve-lo no messenger!].
Ludde: Você me deu o pinto de borracha na cor laranja, certo? Te dei a cueca 'Calvein Claim' com borda laranja, certo? Naquela foto especial, eu e você estávamos de laranja, certo?  
[Notas explicativas: O pinto de borracha é um pintinho (ave) que quando pressionado começa a piscar com luzes de varias cores! A cueca laranja é da Calvin Klein! O resto foi descrito corretamente!].
Hoje, recebi um e-mail adivinha sobre o que? [Pensei em dizer: Não sou 'adivinhão' nem telepata, só para sua informação! Porém iria soar meio agressivo demais!].
Mark [em tom cômico]: 'A CUECA LARANJA QUE TINHA UM PINTO LARANJADO'? Ou 'O PINTO LARANJA QUE USAVA CUECA LARANJADA'? Ou 'A COR LARANJA QUE PINTAVA UMA CUECA'? [Sim, eu tenho um senso de humor incrivelmente avançado. Muito além da contextualização atual da 'humoralidade'!(???)...#tenso].
Ludde: Não...Um texto sobre o 'CHAKRA LARANJA ...[Eu fiquei um tanto quanto decepcionado, porque meu chacra especial é o azul. Mesmo assim, eu tenho um carinho pela cor laranja!].
Olha aí na sua caixa de entrada...
Mark [em nível elevadíssimo de 'humoralidade']: Não. Não chegou ainda seu e-mail...Deixa-me conferir aqui: coroatarado@hotmail.com, não!  quarentaosafado@hotmail.com, este também não é o seu!!! Num to achando...[ Eu tenho certeza que neste momento Ludde queria pular e me esganar, só de ciumes. Na realidade eu apenas tinha o e-mail que ele havia me mandado! Eu não sei porque, mas eu acho muito engraçado provocar ele assim].
Ludde [tentando usar a mesma estratégia]: Engraçado, parece aquele e-mail que você me mandou outro dia. Mas quando eu ia conferir só achava os arquivos do: dotadaopeludo@hotmail.com!!!
[ De certo que ele iria usar a minha tática de provocação contra mim mesmo! Como dizia minha mãe: 'Cobra criada produz soro antiofidico'!].
EU TENHO QUE PARAR COM MEU SENSO DE HUMOR 'APOBRECIDO', ANTES QUE EU PERCA PESSOAS IMPORTANTES NA MINHA VIDA...[Fica registrada aqui minha frustração, afinal ninguém entende as minhas piadas!!!].

É devastador quando: tudo se sabe mas nada se pode fazer...


Capitulo 1
Requiém
Ás vezes  fecho meus olhos e rezo. Peço  baixinho, para que ninguém escute meus medos, á Deus meu Pai, para que todos os pensamentos contraditórios que tenho em relação ao um ser humano sejam desprovidas de verdade. É um risco incontrolável, mas tenho que correr. Sou escravo disso, não consigo fugir. Esta AQUI me pondo á prova. Mas será que tudo isso que estou sentindo é real?  Existe? O que fazer quando eu não souber? Pior: 'e se eu souber, o que fazer então'? E se o vento 'conspirar' a meu favor ,se eu estiver certo?(espero que não) o que será das pessoas?...E tudo pode ser verdade, ao menos em meu mundinho. E eu não posso fazer nada para mudar isso. É devastador quando: tudo se sabe mas nada se pode fazer...

sexta-feira, 23 de março de 2012

Quando omitido os fatos reais, surgem as lendas...[e vice-versa]


Era uma vez, numa pacata cidade chamada Crisalis Florida, foi o berço que  deu  origem á mais terrivel das criaturas já conhecidas pelo homem: O lobisomem.
Para narrar esta história vou lhes apresentar um homem qualquer desta cidade, Arlindo dos Santos.
Um homem comum chamado Arlindo. Humilde, trabalhador, inteligente, com uma mulher e  filho para sustentar. Bons amigos, muito sociável,etc...
Arlindo tinha uma vida razoável, digamos que era um homem que não podia reclamar da vida. Tinha uma esposa maravilhosa, um filho muito inteligente e um trabalho gratificante.Enfim, podemos dizer que ele era feliz.Um dia, depois de um longo dia de trabalho, Arlindo chegou em casa e percebeu que não estava satisfeito com sua vida:  Arlindo trabalhava o dia todo, chegava em casa, abraçava seu filho e esposa, jantava, assistia o futebol (quando não era novela!). Fazia amor com sua mulher três vezes na semana e ia dormir. No outro dia começava tudo de novo. Isso se repetia á oito anos.Arlindo precisa mudar alguma coisa em sua vida. Isso era urgência. A gota d'agua para Arlindo mudar sua vida radicalmente foi descobrir que seus amigos solteiros se divertiam muito. E Arlindo começou a sair com estes amigos.Nada que um homem desesperado para alimentar seus desejos não faria. Arlindo começou a se aventurar de uma maneira extremamente discreta. Ia tomar uma cerveja com seu colega de trabalho. Jogar bola com seus amigos. Bem, coisas tipicas que custam tempo e geralmente acontecem a noite depois do expediente.Sua mulher começou a sentir sua falta.Mas o que Arlindo escondia é que saia se divertir com os amigos. E a cada noite que saia ele ia mais longe, ele ousava experimentar cada vez mais do que era proibido.Quanto mais o tempo passava, mais Arlindo queria experimentar a noite.Porém naquela cidade todo-mundo conhecia todo-mundo. Arlindo não tinha mais como aguentar. Ia concretizar o que desejou nos últimos dias.Numa noite de lua cheia, la pelas duas da manhã, Arlindo deixou sua mulher e seu filho dormindo e saiu. Saiu pelas ruas da cidade a pé. Sim ele estava a pé, não podia ligar o carro de madrugada para não acordar ninguém.
Coincidentemente,nesta noite de lua cheia, a cidade passou a ser aterrorizada por um ser peludo, com garras afiadíssimas, meio homem, meio fera...Arlindo estava sozinho na rua de madrugada. Ele se sentia só. Era noite e a lua estava cheia.(tenso....).Subitamente, Arlindo ergue os olhos amedrontados pela sensação de solidão da madrugada e enxerga uma figura horripilante e sedenta vindo por trás da penumbra!

Arlindo não pode fazer mais nada a não ser fechar os olhos e esperar que sua morte fosse mais rápida possível. Porém algo inexplicável acontece. O monstro para frente de Arlindo.Grita muito, rosna, mas não ataca. Parece que uma luta é travada, por horas e horas, dentro da fera. Então, ao amanhecer... Arlindo acorda apenas com duas marcas roxas no pescoço e com as costas toda arranhada por unhas bem afiadas. Não há mais tristeza em seus olhos. O corpo nu de Arlindo está ao  lado do corpo de sua esposa. A dia amanheceu.E tudo começou novamente.Logicamente, que Arlindo teve que contar toda a história para sua esposa. Teve que explicar o aparecimento de tais marcas misteriosas em seu corpo.E sua esposa contou a uma amiga, que contou ao esposo, que contou ao chefe, que contou ao jornalista que foi até Arlindo e o entrevistou para publicar uma matéria no jornal.A lenda correu toda a cidade. Todos ouviram falar sobre o homem que saiu de casa de madrugada e voltou todo roxo no pescoço e arranhado nas costas porque um animal feroz o atacou na rua.A cidade ficou amedrontada. Desde aquele dia, muitos homens de coragem deixavam suas esposas e filhos em casa para ir caçar a tal fera, na madrugada. Mas nunca obtiveram exito. Porém eram sempre atacados. Sempre com marcas iguais e nos mesmos lugares pelo corpo.

A cidade nunca mais voltou a ser a mesma.

quinta-feira, 22 de março de 2012

"Gatos-vaquinhas comem ratos-graminha?"

"Navegando pela internet descobri num site de relacionamento [já esquecido!], a história dos gatos-vaquinhas, não tenho certeza da veracidade,  mas resolvi dividir com vocês.
O gato-vaquinha
[Antes de mais nada, preciso deixar claro que não fui eu quem começou com essa história de gato-vaquinha. Pois bem.]
A ORIGEM DOS GATOS VAQUINHA
"No Egito Antigo, preocupado com seus rebanhos, o Faraó ordenou que cruzassem suas vacas com os gatos selvagens do deserto para que a nova espécie de vacas pudesse fugir de predadores escalando árvores e muros altos. Deste cruzamento surgiram duas espécies novas: as vacas-gatinho e os gatos-vaquinha. A primeira espécie, depois de gastar o nariz da esfinge e o topo das pirâmides afiando as garras, migrou para a India, sofreu algumas mutações e lá, até hoje, é reverenciada como animal sagrado. Os gatos vaquinha conquistaram o coração de todos com sua inteligência e companheirismo.
Até hoje, milênios depois de sua criação, os gatos vaquinha são adorados por sua esperteza e meiguice, bons amigos de colo e brincadeira."

Quando li isso, achei coisa de gente louca, mas fui espiar. Não dá para acreditar no tipo de tema que as pessoas debatem quando estão desocupadas: tinha montes de comentários! Gente brigando para ter seu pet aceito na comunidade, trocas de fotos, um júri rigorosíssimo. Pior que desfile de moda de criança.Defensores da espécie diziam que não é qualquer gato malhado de preto e branco que pode ser chamado de gato-vaquinha, não senhor. Eles têm de ter aquela mancha branca que vai subindo pelo nariz até acabar num risquinho entre os olhos. Não duvido que numa hora dessas já tenha gateiro andando com lanterna no Parque Trianon atrás de um autêntico exemplar.
Desde então, não penso em outra coisa. Como chamam os filhotes de gatos-vaquinhas? Gatos-bezerros? Gaterros? Bezatos? Será que os animais da espécie Felix bovinus têm sete vidas? Ou seria só uma vida, uma existência ruminante? Vai ver, quando são filhotes, eles ruminam minhocas, para irem se acostumando com a textura; depois, treinam com caramujos, que são mais crocantes. Gatos-vaquinhas comem ratos-graminha?
Fico imaginando os dilemas que vivem os criadores de gatos-vaquinhas. Aposto como eles nunca se queixam das "minas" que o rebanho deixa no caminho, afinal, gatos-vaquinhas devem aprender desde cedo a cavar um buraquinho, fazer as necessidades e esconder. Será que cogumelos alucinógenos nascem com areia em cima?
O que dá dor de cabeça para dono de gato-vaquinha são as moscas. Está lá um gato-vaquinha, no pasto, em paz, ruminando seu rato-graminha. Aparece um outro gato-vaquinha que se esconde na relva. O primeiro gato-vaquinha sofre porque há moscas em volta do rato e ele não gosta de ruminar moscas – só ratos. Então, começa a abanar a cauda para espantar as moscas. O gato-vaquinha que estava escondido no mato olha fixamente aquele rabo balançante, prum lado, pro outro, prum lado, pro outro. As moscas, nem aí. O gato-vaquinha que está no chão prepara o bote, dá uma reboladinha e vupt. Pula no gato-vaquinha que estava lá, em paz, ruminando feliz. Depois, reclamam de virar bife.

quinta-feira, 15 de março de 2012

"...porque a VIDA é sempre o que eu posso SENTIR!"

Distância; Lembrança; Reconhecimento dos erros; Vontade de reviver; Desejo de corrigir; O desenho mental  perfeito do corpo. O aroma nítido depois de muitos dias. A imagem do sorriso cravada na alma; Os costumes; Os sonhos; Onde? O toque; O meu jeito; O jeito de quem tem o meu jeito... Depois de tudo isso: Resta-me amar pelas telas!!! E agradecer, pois apesar de frias telas, são elas que me sustentam e me mostram que ainda há esperança, quando em dias qualquer me mostram que ainda há vida... Que ainda existe amor... Naquele que do outro lado ainda não posso sentir... Antes doía como a morte e foram nestas telas, frias telas, que me provou não ser assim... Quando em "bate-papo", pude perceber atitudes de quem eu não esperava conhecer; De quem eu nem esperava vida...E que hoje me têm amor.

quarta-feira, 14 de março de 2012

A música tem magia porque não é simplesmente música...Tem alma! Quem toca/canta está naquele momento em transe, em meditação... Suspenso em um universo particular, e convida sempre quem ouve para adentrar, viajar e flutuar. Música, não ouça. SINTA!

[clica na música ali embaixo antes de ler!]
Substância no cérebro induz sentimento de prazer quando ouvimos música.
Para o cérebro, as pessoas gostam de música pela mesma razão que gostam de comer ou fazer sexo: todas essas acções fazem-no libertar uma substância química ( dopamina ) que dá prazer.
O novo estudo descobriu que a substância do cérebro envolvida nesse prazer – a dopamina – faz as pessoas sentirem tanto a antecipação de um momento musical particularmente emocionante, como uma excitação por causa dele.
A dopamina normalmente ajuda as pessoas a sentirem prazer quando comem ou fazem sexo, por exemplo. Ela é activa em determinados circuitos do cérebro.
Para testar o papel da substância no prazer de ouvir música, os investigadores exploraram o cérebro de 8 voluntários, escolhidos porque sentiram arrepios em momentos particulares de algumas peças de música preferidas.
Os resultados sugerem que as pessoas que gostam de música, mas não sentem “calafrios”, também experimentam os efeitos da dopamina. Porém, essa característica permitia que os cientistas estudassem melhor como o cérebro lida com a antecipação e a vinda de um “prazer musical”.
O estudo utilizou apenas música instrumental, mostrando que vozes não são necessárias para produzir a resposta da dopamina. Outros trabalhos deverão estudar como as vozes contribuem para o efeito de prazer.
Os cérebros dos participantes bombearam mais dopamina ao escutar músicas favoritas.
A dopamina subiu em uma parte do cérebro chamada estriado, durante os 15 segundos que antecederam um momento emocionante, e apareceu numa parte diferente quando o momento musical finalmente chegou.
Os pesquisadores dizem que isso faz sentido: a área ligada à antecipação liga-se com as partes do cérebro envolvidas com “fazer previsões” e “responder ao ambiente”, enquanto a zona de reacção ao momento máximo em si está ligada ao sistema límbico do cérebro, envolvido na emoção.
Uma dúvida que os cientistas querem esclarecer é, como os participantes já conheciam as peças musicais que escutaram, não foi possível saber se a reacção de antecipação veio da memória ou de um sentimento natural que as pessoas desenvolvem conforme a música se desenvolve..
A ligação com a dopamina também ajuda os pesquisadores a explicar porque é que a música é tão amplamente popular entre as culturas. E ela não é a única experiência cultural que afecta os circuitos de recompensa do cérebro. Outros pesquisadores mostraram recentemente a mesma ligação quando pessoas estudam obras de arte
Fonte: http://blog-trance.blogspot.com/

Without You... [Glee]
Sem Você...

Eu não posso ganhar, eu não possa reinar
Eu nunca vou ganhar este jogo
Sem você
Sem você
Eu estou perdido, eu sou inútil
Eu nunca vou ser o mesmo
Sem você
Sem você
Eu não vou correr, Eu não vou voar
Eu nunca irei fazê-lo
Sem você
Sem você
Eu não posso descansar, eu não posso lutar
Tudo que eu preciso é você e eu
Sem você
Sem você
Oh, oh, oh
Você, você, você
Sem
Você, você, você
Sem você
Não posso apagar, por isso vou levar a culpa
Mas eu não posso aceitar que estamos afastados
Sem você
Sem você
Eu não posso sair agora, isso não pode ser o certo
Eu não posso ter mais uma noite sem dormir
Sem você
Sem você
Eu não vou voar, não vou subir
Se você não está aqui, estou paralisado
Sem você
Sem você
Eu não posso olhar, sou tão cego
Eu perdi meu coração, eu perdi minha mente
Sem você
Sem você
Oh, oh, oh
Você, você, você
Sem
Você, você, você
Sem você
Eu estou perdido, eu sou inútil
Eu nunca mais serei o mesmo
Sem você
Sem você
Sem você

sábado, 10 de março de 2012

Anjos... [por Rafael, o anjo]

"Por que as pessoas pensam que é estúpido acreditar em anjos?
Muitos que negam os anjos, negam ou não estão cientes da metade espiritual de si mesmos. Anjos são um critério do "conhece a ti mesmo".

ANJOS

Há algumas horas atrás eu estou com vontade de escrever algo e não sabia sobre o que, e o pior: não tinha um início para meu texto... Queria simplesmente exteriorizar em palavras o que vinha em minha mente, da maneira que viesse, nem que fosse de maneira desconexa... Escrever sobre minha vida, meus pensamentos, pessoas, fatos... sei lá... queria e quero simplesmente escrever...
Agora encontrei o mote para iniciar minha escrita... anjos...
Anjo (do latim angelus e do grego ággelos (ἄγγελος), mensageiro), segundo a tradição judaico-cristã, a mais divulgada no ocidente, conforme relatos bíblicos, são criaturas espirituais, conservos de Deus como os homens, que servem como ajudantes ou mensageiros de Deus.As três grandes religiões monoteístas da atualidade (cristianismo, judaísmo e islamismo) concordam em uma coisa: crêem na presença dos anjos como mensageiros de Deus.Tradicionalmente representados como seres de cores claras, mais precisamente brancos,  com asas e auréolas sob as cabeças. Brinca-se que são seres sem sexo...Miguel, Gabriel e Rafael seriam os nomes dos três principais, se é que pode haver uma certa hierarquia entre estes seres celestiais.,Engraçado que li em algum livro que conseguiram até criar uma lista de nomes para os anjos conforme o dia que se nasce e tal. Poxa, nem temos certeza da real existência deles e já estamos colocando nomes, e o pior, tirando proveito disso... Humanos...capitalistas...
Uma das coisas que eu acho muito estranho é que praticamente ninguém fala que Lúcifer, o chamado anjo mal, também é um anjo e, como tal, deveria ser descrito como os outros, mas não, deram um jeito de demonizá-lo através de cores e imagens diferenciadas.
E o anjo da guarda, quantas crianças ainda rezam aquela oração tão famosa: Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador...
Voltando a idéia original dos anjos, eles são chamados de mensageiros de Deus, gostaria de saber que mensagem Deus mandaria para nós através deles nos dias atuais...
Na verdade, creio que Ele manda mensagens diárias a todos e todas, mas muitas vezes nós, pela correria do cotidiano, ou por não acreditarmos mais, nem percebemos as tantas mensagens divinas em nossas vidas... um vídeo, uma imagem, a fala de alguém, um livro, aquela música, um conselho de um amigo...
Para mim, por minhas tantas leituras e idéias excêntricas e principalmente pela minha vivência histórica, anjos representam hoje outra idéia... e gosto de os grafar como Anjuh...
Isso vem da história do meu primeiro grande amor, a quem, carinhosamente, eu chamava de Anjuh... e ainda intimamente o chamo assim (provavelmente ele nem saiba disso),pois agora somos apenas bons amigos.
Naquela época eu recebi através dele a mensagem de que poderia ser feliz sendo como eu sou... e de que havia alguém que seria meu companheiro nesta caminhada pelos desígnios desta vida passageira.
Hoje, quando eu falou e/ou penso em Anjuh lembro de Rafael... nome escolhido como meu pseudônimo para postar textos escritos pela inspiração angelical...
Rafael me traz recordações mágicas de momentos maravilhosamente felizes... Me fez acreditar na magia existente e que os fios das vidas podem ser unidos formando belas tramas sem, necessariamente, continuarem juntos fisicamente.Também, tenho que escrever aqui, que os anjos por si só não mudam a história, temos de fazer a nossa parte também. Como dizia Cristo: “a fé sem obras é morta e é pelas obras que sereis reconhecidos como meus discípulos...”Deixar nas mãos dos anjos, ou até de Deus, sem fazermos nossa parte é jogar fora a dádiva que nos foi dada: o livre arbítrio.
Podemos escolher, e sempre temos escolhas, acontece que muitas vezes não queremos pagar o preço de uma escolha então nos conformamos com a outra possibilidade e dizemos que não tivemos escolhas.
Faço questão de frisar aqui que não quero me fazer de anjo, pois posso até ter qualidades, mas tenho muito a crescer, aprender e evoluir ainda para me purgar de meus tantos defeitos e erros.
Voltando um pouco aos anjos novamente (hehe), gosto de tentar perceber como os “anjos”  de Deus agem em nossas vidas. Acredito em pequenos “sinais”:
Resolvi escrever este texto porque estava teclando com um dos meus anjuh’s...
Quando digitei no Google para pesquisar sobre anjos, na primeira página, a última referencia era um blog dele com um texto que falava sobre ansiedade, demônios e anjos que existem...
Mesmo sem saber sobre meu texto, ele indica um clip do Youtube onde a descrição era a seguinte: “pois és tu como ASAS que me protege”...
Quando digo e escrevo que ele está sendo o anjo nos últimos meses para mim, talvez nem ele acredite... mas cada vez mais eu me convenço disso...
E acredito agora, que este Anjuh tenha realmente uma mensagem de Deus, seja lá como ele O vê, para mim...
A mensagem seria esta: “Quando eu te olho lá do céu eu admiro a bela criação do meu Pai. Admiro cada atitude sua, cada movimento seu. Nós anjos ficamos admirados com seus olhos. É como se olhássemos o paraíso na sua face. Até aquela sua carinha de 'professor bravo' é mágica... Seu sorriso é uma mistura de céu e inferno (revelação e mistério, pois nós anjos ainda não conhecemos o inferno!). Seus abraços causam a sensação de conforto às pessoas, pois acredite, todas as vezes que você abraça alguém, eu estou lá envolvendo-os com minhas asas.Toda palavra dita pelos seus lábios no ouvido das pessoas causam a sensação de estar flutuando em outro mundo, este é o dom da verdade que Deus lhe deu em especial. Você tem o dom de se fazer prestar atenção como se fosse único (é realmente único). Ás vezes fico lá no céu com a maior cara de bobo "lendo" seus pensamentos e observando seus momentos de surtos e besteiras! É muito instrutivo. Muitas vezes me deixa sem graça olhando direto nos meus olhos, mas não consegue me ver. Também me deixa saciado com palavras de carinho, de amor e agradecimento, tudo isso direcionado a mim e a meu Pai... São destes e mais alguns momentos e gestos que me faz acreditar que alguns humanos merecem se tornar anjos na Terra. Minhas asas e poderes espirituais me tornam anjo. Mas te conhecer, te ver, te sentir, te abraçar... E te ter como irmão, foi o melhor presente que meu Pai me deu ao me tornar anjo no paraíso.”


Depois desta mensagem somente posso agradecer a Deus, em sua plenitude, por ter me dado tamanha benção: um amigo mágico e especial... 
O B R I G A D O !

Vou falar um pouquinho sobre meu anjo
IAH-HEL 


Sobre o anjo Iah-Hel
Categoria: Arcanjos
Príncipe: Mikael
Protege os dias:
20/05 - 01/08 - 13/10 - 25/12 - 08/03
Número de sorte: 6
Mês de mudança: junho
Carta do tarô: Os enamorados
Está presente na Terra:
de 20:20 às 20:40
Salmo: 118
O Anjo: Este anjo ajuda a obter sabedoria, auxilia no aparecimento de idéias luminosas e a apaziguar a violência do mundo. Favorece as pessoas para que vivam de modo correto e honesto.

Influência: Quem nasce sob esta influência amará a tranqüilidade, a nobreza de caráter e a solidez de atitudes. Cumprirá fielmente todos os deveres e obrigações para consigo, sua família e comunidade. Praticará vários esportes, podendo largar tudo caso comece a aborrecer-se; terá a mesma postura quando isso acontecer em relação ao amor. É evoluído espiritualmente e sabe aproveitar sua energia, para seu próprio crescimento e para o bem da humanidade. Pensa mais nos outros do que em si próprio. Desde criança demonstra segurança em seus atos e sabe controlar suas ansiedades. Líder nato, aceita os convites de comando que recebe por seu jeito forte, capacidade de improvisação e apreço aos desafios. Tático, busca sempre uma vitória imediata; ganha todas as batalhas. Será forte para suportar todas as situações que são adversas à sua estrutura emocional e sabe que o único meio para atingir seus objetivos, é a insistência. Luta por uma imagem digna, transparente e verdadeira. As pessoas novas que conhece nas inúmeras viagens de lazer ou trabalho, são consideradas "experiências" que sempre enriquecem seu mundo íntimo, cada dia mais repleto de luz. É um ótimo mestre, que obtém vitória por ser o que é - simplesmente amor.

Profissionalmente: Por sua facilidade para o comando, se entrar para a política, provavelmente será líder de partido ou de governo. Poderá ainda ser administrador de empresas, empresário ou economista.

Anjo Contrário: Domina as condutas escandalosas, a depravação, a futilidade, o luxo (gastos imensos com jóias, roupas, muitas vezes sem condições financeiras). A pessoa sob a influência deste anjo contrário terá inconstância nos relacionamentos, interessando-se somente pelo dinheiro. Provocará intrigas contra casais, induzindo-os a brigas com maus conselhos.
 
Texto extraído dos livros Anjos Cabalísticos e A magia dos anjos cabalísticos de Monica Buonfiglio.

quarta-feira, 7 de março de 2012

AGRADECIMENTOS... [Rafael, o anjo]

Gostaria de agradecer a bancada evangélica por ter dado toda a notoriedade para a causa LGBTT.
Se não fosse vocês quererem barrar o dito “kit gay” ninguém teria discutido a importância de se discutir a sexualidade em suas amplas vivências no ambiente escolar. E não haveria a possibilidade de se fazer no espaço escolar tantas discussões sobre esta temática como as que foram feitas, inclusive, muitas organizadas pelos governos que vocês ‘apoiam’.
Se não fosse vocês usarem, propositalmente, a palavra casamento, as pessoas não teriam discutido que os homossexuais também tem direito a união civil estável como qualquer cidadão. E que muitos outros direitos são negados a esta parcela da população brasileira. E esta discussão não teria chego ao STF, de onde partiu a decisão que vocês tanto não queriam.
Vocês agora estão querendo legitimar a “cura gay” e abrem espaço pra se discutir que ser homossexual não é considerado doença há muito tempo. E que a religião não deve se meter nos poderes do Estado, pois Ele deve ser laico.
Vocês pregam o ódio aos gays e, ao fazerem isso, fazem com que as pessoas pensem e se perguntem “que tipo de religião cristã é essa que prega o ódio e não o amor?”. E também, nesta onda de questionamento, fazem com que a campanha para que as igrejas também paguem impostos e cresça cada vez mais.
Vocês incentivam a violência contra os homossexuais, e se calam quando ela acontece sob seus olhares, mas esquecem que uma grande parcela da população pensa e sabe fazer divulgar a verdade, então esta atitude de vocês faz com que a militância LGBTT se organize para exigir o cumprimento da lei, a punição aos violadores e aos que incentivam tamanha violência.
Por estes, e tantos outros motivos, agradeço a vocês por nos ajudarem em nossa causa. Tenho certeza que o nosso Cristo é o mesmo, o Jesus do amor incondicional. E sei que, por padrões que vocês mesmos criaram, não podem nos ajudar direta e abertamente então fazem “estas coisas” para que reajamos e assim acabam nos ajudando.
Obrigado Cristo, o irmão do amor, independente da forma, por iluminares os evangélicos.
Amém.
IRONIA: s.f. Tropo que consiste em dizer o contrário do que as palavras significam.
Zombaria, sarcasmo: ironia amarga.

segunda-feira, 5 de março de 2012

Memórias Espirituais de um Gato - Por Áurea Gervásio

"Tô sempre me perdendo. Insatisfeito, inconstante, volúvel, temperamental e complicado. Sempre caindo, sempre errando de caminho.
Minha vida reflete a bagunça que eu sou. Mesmo assim, me encontro na minha confusão, me descubro na bagunça, me acho em meio ao caos. Embora estranho, é me perdendo que eu me acho." B.M


   Leitores, acabei de ler mais este ótimo livro e resolvi compartilhar e recomendar para vocês. Espero que gostem o quanto eu gostei.

   Memórias Espirituais de um Gato é mais um livro de Aurea Gervasio que fala sobre o amor, desta vez em sua versão mais pura e sublime: o amor inocente de um animal, sem pretensões, sem condicionantes, sem limites… 
   Durante a narrativa, são abordadas questões polêmicas sobre a vida espiritual, a eutanásia, as relações profissionais, os problemas do cotidiano, enfim, a complexidade do ser humano traçada de forma profunda e repleta de lições morais e filosóficas, porém, com uma leveza que somente a ingenuidade do olhar felino poderia proporcionar.
   O desafio ao leitor é que encerre o livro sem se emocionar. Caso consiga, a solução é adotar um animal e retomar a leitura. O amor o fará compreender.

"Meus sinceros agradecimentos a Autora Aurea Gervasio. Obrigado pela oportunidade de ler seu livro maravilhoso, e de conhecer o pequeno Jack, e principalmente obrigado pela oportunidade de evoluir com tantos ensinamentos bonitos e verdadeiros. De forma simples, com poucas palavras você me emocionou e tocou meu coração!"

Memórias Espirituais de um Gato -  Por Áurea Gervásio
   As pessoas que já perderam um animal de estimação sempre me questionam sobre a teoria da reencarnação no oitavo dia. Essa idéia, que difundi no meu primeiro livro, Anjos de Luz, trago agora em Memórias Espirituais de um Gato, como uma certeza que poderá servir de bálsamo ao coração de todos aqueles que aprenderam a amar seu bichinho como alguém da família.
   Gostaria de esclarecer que, muito embora se trate de uma teoria inédita, não compartilhada pela doutrina espírita, não há contradição com nada do que foi ensinado pelo mestre Allan Kardec.
   É inegável que os animais, como nós, possuem espírito.
   Quer um exemplo? Não sabemos que, durante o sono, nossa alma se “destaca” do corpo, naquilo que chamamos de viagem astral? Todos já tivemos aquela sensação de parecer cairmos quando estamos em estado de sonolência e acordamos repentinamente.
   Você já observou seu cachorro ou seu gatinho dormindo?
Capa do Livro
   Os animais experimentam da mesma experiência dos seres humanos durante o sono. O mesmo acontece quando da morte do corpo.
   Eles também possuem espírito, e o livro Memórias Espirituais de um Gato mostra exatamente as experiências felinas ligadas ao trajeto entre os mundos físico e espiritual, a morte, os contatos extra-sensoriais e, acima de tudo, a acentuada sensibilidade dos gatos.
   A reencarnação dos animais no oitavo dia não é apenas uma teoria. É uma certeza fruto de anos de estudo e de minha própria experiência com vários animais que já tive.
   O protagonista Jack representa tudo aquilo que já observei em meu gato. Eu diria que foi ele quem contou a história. Apenas transcrevi, tomando cuidado para não permitir que minhas limitações humanas pudessem interferir na pureza de uma narrativa felina.
   Espero agradar aos que compartilham da mesma crença e ao menos conduzir ao questionamento aqueles que desacreditam.
   O importante, acima de tudo, é traçar com amor os caminhos que trilhamos ao lado de nossos irmãos peludos. Estamos aqui para protegê-los e aprender com eles.
   Jack não é apenas a história de um gato azul. É uma busca incansável pelo despertar de uma consciência maior nas pessoas, a certeza de que não somos os donos do planeta. O mundo espiritual é muito mais complexo e maravilhoso do que podemos imaginar.
Áurea Gervásio, a autora