sábado, 13 de abril de 2019

"Despedidas"

Meu querido Mark,

Estas não serão minhas últimas palavras a você. Escrevo com a dor de quem também está sofrendo com toda esta situação. 

Há muitas coisas que não foram ditas por nós, você não disse a mim e eu também não disse a você. Queria muito, mas muito mesmo que tudo fosse diferente. Mas não foi. Está sendo muito doloroso partir assim e deixar você sozinho. Enumerar as razões nem precisarei, pois sabes o quanto te amo, mas sei que a minha presença tem se tornado insuportável a você. Não pense que não estou sentindo o mesmo, pois para mim também se tornou insuportável estar contigo.

Há momentos em que olho para ti e vejo em seu rosto um sorriso, (por mais que você diga que está fingindo, que não é verdadeiro) me vem na cabeça lembranças e momentos que você já passou, e sabe o que meus pensamentos me fazem perceber? Percebo o quanto você poderia estar sendo feliz e o quanto já sentiu esta felicidade e que de uma forma imperdoável, me pus em seu caminho e a corrompi. Outro dia ao vê-lo dançando a rodopias pelo salão, ao som de músicas que embalavam seu corpo e que marcava a presença de um homem lindo e maravilhoso e feliz, que não pensava em mais nada a não ser viver a vida, meu coração doía por saber que eu interrompi esta alegria de viver. Com meu gesto egoísta e sem respeitar a sua vida, acabei cometendo o erro mais grave de toda a minha vida.  E hoje me vejo numa situação em que não encontro saída, palavras, gestos ou qualquer coisa deste mundo que me faça sentir perdoado por este ato infame. Não consigo mais encarar a qualquer que seja, quem seja, sem me sentir impotente, fraco e incapaz de fazer algo que possa mudar isso. 

Mark, meu eterno amor, nunca desejei, planejei ou tive esta intencionalidade de te fazer este mal. Acredite! Estava perdido num caminho onde nem eu sabia aonde ia, se queria chegar a algum lugar ou o que fazer de minha vida. Quando te conheci e de você recebi carinho, atenção, amor, senti minha alma renovar e meu coração começou a bater novamente, por ti. Não como um vento que acalenta o rosto, mas com o ar que é essencial para respirar, viver e querer continuar vivendo para todo o sempre. Mas em minhas fraquezas, medos e angustias, acabei por cometer este erro, que com certeza absoluta será o meu pesar pelo que resta de minha vida. E sabes de uma coisa? Doe muito ainda ouvir de você, que ainda me ama. Como queria que não me amasse mais, me odiasse, assim ficaria mais fácil, entende? Mas não, como castigo tenho alguém que me ama, mas não pode me ver, me tocar e nem sequer ouvir a minha voz e mesmo assim ainda se preocupa com "o que será deste cara?", se vai sofrer, será que vai ficar bem?  Ironia da vida não é? Alguém me ama e não podemos ficar juntos.

Mas o importante realmente é o que quero dizer aqui: Por mais difícil que esteja sua vida agora, tenho a convicção em Deus que você encontrará seu caminho. Um caminho de sonhos realizados, de planos a serem alcançados e muitas coisas que você já sonhou e que agora estão meio que esquecidos, (por hora). Você retomará sua vida, tenho plena certeza disso, e vai ser em plenitude como você merece e esta prometido a você. Creia que Deus está olhando por você. Seus sonhos estão ai, a vida esta ao seu redor, a força que você procura esta em você, pois Deus vive em você. 

Meu lindo menino homem. Meu lindo homem menino. Estas não são as últimas palavras que escreverei a você. E nunca se esqueça: Jamais te esquecerei, e um dia poderemos conversar como sempre conversamos. Meu carinho por você, meu amor por você só cresce a cada dia, a cada instante, em cada pensamento meu você esta presente e a cada momento que fico sem te ver sempre me tortura e aflige, mas respeitarei sempre suas decisões e seus desejos. E quando tudo isso for apenas uma nuvem distante que passou, espero (em Deus) o seu perdão (primeiro a você mesmo) e quando seu coração permitir estarei aguardando ouvir de você o que me fará retomar a minha vida, até la então, retome a sua vida, viva intensamente e nunca perca a esperança e a fé em dias melhores. 

Te amando sempre, adeus.

"Uma carta para o futuro"

De: Mark, o gato com medo do futuro.
Para: Meu Futuro, incerto


 "Oi Futuro", eu não sei como começar esta carta. "Olá, como vai?" ou "tudo bem?" Não sei como iniciar esta conversa. Vou ser informal, porque eu não estou tentando impressionar. Eu não sei quem é você ou como se parece e nem sei quando vamos nos encontrar, mas espero que seja breve, ou nunca. 

Nós nos encontraremos na rua ou em um canto mal iluminado de uma casa escura? Às vezes eu olho para as estrelas e imagino como vai ser nosso primeiro encontro. Você já imaginou encontrando-se comigo?Quando isso vai acontecer? Você vai chegar, olhar para mim e dizer que tudo ficará bem? Será que vamos nos dar bem?  Talvez você fique uma ou duas noites e nunca mais volte por não gostar de mim. Tenho muitas perguntas sobre você que assombram a minha mente há muitos anos. 

Quando nos encontrarmos quero que você narre como vai ser o resto de minha vida, como em um filme. Vamos sorrir um para o outro, e você vai me pedir uma xícara de café. Espero só ouvir coisas boas, mesmo ainda tendo medo do que você tem a me dizer. Sabe, as possibilidades, elas me assombram em meu sono. Tenho medo de te descobrir cedo de mais, ou tarde de mais, e me arrepender. Mas de uma coisa eu tenho certeza: algum dia vamos nos encontrar, e tenho certeza que você me mudará para todo o sempre. 

Obrigado por ler a  minha carta, e até breve.

quinta-feira, 11 de abril de 2019

"apenas uma foto na parede"


Eu queria que você estivesse deitado aqui do meu lado. Queria você aqui para sentir o seu calor, para me dar um toque macio e confortável que só você sabe dar. Para ouvir seu coração bater suave sob a sua pele macia. Eu não consigo pensar em nada mais reconfortante que a sua respiração. 

Toda noite sonho que sou capturado por seus brilhantes e amorosos olhos e me perco no pensamento deste sentimento que poderia durar para sempre. Como eu desejo que você estivesse perto. Mas, eu estou aqui sozinho. Em uma cama que parece muito grande, debaixo de cobertas que parecem tão frias, aquecidas por nada mais do que uma casca de um menino apaixonado querendo reconectar todas as peças de nossos corações divididos, adoecidos e frios. 

Eu me pergunto se  pensa em mim também. Se você tem medo de me perder para sempre. Se  me quer lá com você todos os dias ao amanhecer. Há um tempo, eu via você estar deitado na cama dormindo profundamente, em paz, e isso já era suficiente para acalentar minha alma. Eu, excessivamente, penso em você. Estou com saudades. Eu quero você aqui. Embora, eu não estarei mais aqui em breve. 

Meus olhos estão ficando pesados ​​e meu corpo está desintegrando. Me sinto à deriva, em um sono profundo o suficiente para nunca mais vê-lo novamente. Somente nos meus sonhos. Nos sonhos onde nunca precisamos  dizer adeus. Nos sonhos, onde você está sempre deitado aqui do meu lado. Em um sonho em que você não é apenas uma foto na parede.

terça-feira, 9 de abril de 2019

"Amar - ainda - vale a pena?"

Sim, nada como a idiotice do amor! Aquele sentimento besta - ou inteligente demais - que só faz a gente sofrer - ou ser extremamente feliz - e que pode durar uma vida toda - ou apenas uma semana. Aquele que nos faz rir só de pensar e que não conseguimos entender quando acaba. Com toda certeza, querer dividir a vida com alguém pode ser a melhor coisa que você já desejou. Em contrapartida, pode ser o inicio do seu pior pesadelo, o qual vai desejar nunca ter entrado.

Depois de um tempo, pensamentos repetitivos habitarão sua mente:

- "Porque eu fui me meter nisso? Porque eu me permiti amar? Eu não tinha esse direito, né?"  

Na verdade nunca tive e nunca terei. Nunca vou achar a minha outra metade da laranja. Pelo que já vivi, só vou esbarrar em pessoas que vão brincar com os meus sentimentos e me fazer sofrer. Mas e daí? Do que eu estou reclamando? Ninguém me obrigou a amar do jeito que amei, muito pelo contrário, sempre me  alertaram e me pediram pra ir devagar em relação ao amor.

- "Não se entregue Mark, pode não valer a pena..." 

E eu dava bola? Nunca. Aliás, eu dou bola para o que os outros dizem? Não. Nunca dei e provavelmente vou continuar assim. Sinceramente, só achei que pudesse valer a pena. Pensei que era a minha pessoa. Aquela com quem eu fosse viver uma vida inteira e morrer ao seu lado. Aquela com quem eu quisesse fazer um pacto de amor com juras eternas. Acho que me enganei. Ou fui enganado, só isso. 

- "Olha que lindo. Então quer dizer que você só cometeu  um engano? E achas que pedindo desculpas e saindo da minha vida vai resolver tudo?" 

Fui um idiota. Bobo, talvez. E isso está me custando mais caro do que eu consigo pagar. Dói, e eu choro sozinho quando ninguém esta olhando. Só eu e meu travesseiro. Mas sei que ninguém liga e este é um problema meu. Sei também que a  vida continua e eu ainda estou suportando em silêncio. Em pé, sempre.

- "Será que um dia desses essa dor angustiante se tornará apenas uma lembrança? Será possível tornar -se apenas um momento da minha vida - bom ou ruim, ainda não sei - que se foi e pronto, passou ?" 

Acho que  não estou conseguindo enxergar e aceitar o tamanho do tombo. Estou me iludindo e me cegando cada vez mais. Não, eu não quero ver. Não, eu não quero sentir e nem aceitar a verdade. Vou me enganar até quando der. Não vou sofrer mais do que estou sofrendo. Minha máscara dói, eu sei. Estou maquiando tudo. Estou fingindo que sou forte e que se, é assim que as coisas são, então é assim que serão e vou tocar a minha vida. Mas sei que no final das contas eu não passo de um covarde que se entregou de corpo e alma. Alguém sem um pingo de amor próprio que achou que havia descoberto o amor, mas que só fez um papel de babaca. Sim. O amor é uma doce ilusão. Podemos ser todos seres fétidos e doentios, quando não nos importamos com os sentimentos alheios. 

Então, da pior forma descobri que o sentimento do jeito que eu gostaria de ter não existe. Pra minha vida  - minha, vale salientar aqui - não valeu a pena. Me decepcionei muito. Começou e acabou. Queria esquecer tudo em um piscar de olhos e apagar meus sentimentos. Está sendo o fim de uma era de amor - e dor -  para uma existência fútil e inútil. Basta, já me machuquei muito, e sem cura. As feridas e as dores são incuráveis, e para sempre. Que venha o tempo. E que a vida se faça novamente porque apesar da dor, do remorso e da angústia, eu vou continuar vivendo - e amando - talvez.

sexta-feira, 29 de março de 2019

"Alfinetofobia"

Não precisamos problematizar tudo. Precisamos?

- "Balãolandia, é a cidade para onde vão os balões mortos, mamãe?" - perguntou a menina com água nos olhos ao ver seu balão azul estourar.

- "Para o mar. Matar tartarugas marinhas." - respondeu a moça que passava.