quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Mãe, eu sou gay ! (Parte 1)


Parte I
   Noite mal dormida, foi a mais longa de todas.Uma constante muito grande de dormir e acordar num susto,um sono extremamente cansativo e desconfortável.
  A manhã chega como todas as outras.Normal para todo mundo, mas para mim não, aquela não era uma manhã normal.Se bem que, como eu já citei em postagens anteriores , eu não me dou bem com as manhãs, eu acho elas muito tristes e vazias. Talvez porque eu sempre espero acordar do lado de alguém que amo, mas esta pessoa nunca esta la´ pela manhã...
  Mãos trêmulas, respiração ofegante e uma espécie de nó na garganta com uma dor no coração...As primeiras tentativas de ligações caíram na caixa postal, contribuindo imensamente para meu atual desespero:
  -Alô mãe...É o Mark!!!
  -Oi filho, aconteceu alguma coisa ?
  Impressionante como Deus colocou a melhor das essências nas mães.Elas sempre sentem quando o filho não esta bem, elas sofrem junto.Eu tenho uma frase que levo sempre comigo e acredito muito nela: "Mães sempre sabem da gente, e continuam nos amando".Se eu tenho que agradecer a Deus por alguèm é por ela.
Quantas vezes eu fui a casa dela só para dormir na sua cama ou deitar no seu colo, mesmo eu já sendo um homem feito, ela ainda me coloca no colo e me trata como seu eterno bebê.O cheiro de minha mãe é o melhor do mundo, talvez por eu ser gay minha mãe será a única mulher na minha vida.
  -Mãe, o pai esta em casa? - Minha voz quase sumiu esperando pela resposta.
  -Estamos sim filho, mas porque isso? Você esta doente ? O que esta acontecendo ? - Minha mãe entrou em desespero.
  Fixei meu pensamento em um único objetivo: A MINHA FELICIDADE.
  -Mãe chama minha irmã e fiquem aí em casa todos vocês.Estou pegando um ônibus e viajarei para aí.
  Respirei fundo numa mistura de medo e felicidade.
  -Tenho algo á dizer pra vocês que irá mudar nossas vidas para sempre.PARA SEMPRE !!!
  A ligação caiu.Sou pobre, sem créditos e sem dinheiro para colocar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário